Terça-feira, 1 de Abril de 2008

Vulto de Lisboa



Esta Senhora é uma Sem Abrigo. Costumava dormir numa das arcadas perto da estação de Sta Apólonia. Um dia, enquanto dormia, alguém lhe deixou um saco. Ao acordar deu conta do novo volume. Abriu-o e retirou um enorme lenço. Sorriu para os presentes como uma criança. Ajeitou os cobertores num canto, arrumou outros pertences na mochila e colocou o lenço na cabeça.
De cabeça erguida foi para chuva...como se o lenço novo iria protege-la das gotas de água e, quem sabe, do mundo.

fotografado por Mia às 01:15
| comentar
10 comentários:
De Nómada a 1 de Abril de 2008 às 06:08
Muito bom.
Muito sentiido.
Gostei. Quem não gosta de receber um presente como uma criança?

Beijinhos


De Mia a 3 de Abril de 2008 às 12:58
É mesmo isso que acabaste de dizer... quem não gosta de receber um presente? Coisas que para nós são banais, para os outros...aqueles que nada têm... são pequenos tesouros!
Bjokinhas e obrigada :))


De c911eutopias a 1 de Abril de 2008 às 10:24


De Mia a 3 de Abril de 2008 às 13:00
Tens toda a razão! aquele lenço foi um rasgo de luz ( as cores do arco-iris) na vida dessa senhora! são estes pequenos gestos que alentam a vida de quem nada tem...
bjokinhas


De sAndRa a 1 de Abril de 2008 às 17:17
O que por vezes a nós nao nos faz falta, é o melhor presente do mundo para quem precisa.~

Sou tao descuidada destas coisas humm


De Mia a 3 de Abril de 2008 às 13:00
Como pequenos gestos podem fazer que autoconfiança dos outros cresça de uma forma gritante. Bjokinhas eobrigada pela visita :))


De J.C. a 2 de Abril de 2008 às 02:29
sem palavras mia ...

um abraço

jmack


De J.C. a 2 de Abril de 2008 às 02:30
a sério ... olha que é preciso muito mais coragem para fotografar isto do que um cemitério.

jmack


De Mia a 3 de Abril de 2008 às 13:03
Ó jmack a senhora estava de costas, assim é fácil! Confesso que também tenho algum receio... mas a vontade de registar o momento às vezes é superior ao medo.
Bjokinhas



De LiLi a 9 de Abril de 2009 às 01:33
Mia, é a primeira vez que entro no seu blog. Eu te encontrei muito por acaso, estava procurando no google a palavra "suavidade"... Vi sua foto "suavidade efêmera" e continuei a olhar seus posts. Nossa, qta poesia!! Qta mensagem!!! A música está de arrepiar e esse texto... Tô sem palavras!!! Parabéns! Vc é uma artista nata!!!


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 129 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Hoje, "apanhei" borboleta...

. uiiii... que corajoso!!

. suri-suri-cata

. Pose Altiva

. Janela atlantica

. A ultima escalada

. Guardião

. um-i-seti

. A toalha

. entre o céu e a areia

. uma estrela caiu no mar

. ups, já meti água

. Um dia... se lá chegar

. Vida de cão

. os tres remos

. Reflexos de um astro

. Hoje já não faço mais nad...

. O aceno

. 24 horas

. labuta em amarelo

.arquivos

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds