Sábado, 29 de Março de 2008

Miséria (o)culta








"A miséria do meu ser,
Do ser que tenho a viver,
Tornou-se uma coisa vista.
Sou nesta vida um qualquer
Que roda fora da pista.

Ninguém conhece quem sou
Nem eu mesmo me conheço
E, se me conheço, esqueço,
Porque não vivo onde estou.
Rodo, e o meu rodar apresso.

É uma carreira invisível,
Salvo onde caio e sou visto,
Porque cair é sensível
Pelo ruído imprevisto...
Sou assim. Mas isto é crível?"

Fernando Pessoa

fotografado por Mia às 20:21
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 128 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Hoje, "apanhei" borboleta...

. uiiii... que corajoso!!

. suri-suri-cata

. Pose Altiva

. Janela atlantica

. A ultima escalada

. Guardião

. um-i-seti

. A toalha

. entre o céu e a areia

. uma estrela caiu no mar

. ups, já meti água

. Um dia... se lá chegar

. Vida de cão

. os tres remos

. Reflexos de um astro

. Hoje já não faço mais nad...

. O aceno

. 24 horas

. labuta em amarelo

.arquivos

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds